Para que serve o balanço patrimonial?

Para que uma empresa tenha sucesso muitos detalhes precisam ser observados. Podemos comparar a um quebra-cabeças. Para chegar ao resultado desejado são necessárias inúmeras peças, que se encaixem perfeitamente.

O sucesso de uma empresa pode ser comparado a montagem de um grande quebra-cabeças e dentre as várias peças, podemos considerar uma fundamental, que é o balanço patrimonial.

Neste artigo, vamos falar o que é o balanço patrimonial e por que ele é importante.

Vamos lá!

O que é balanço patrimonial?

O balanço patrimonial ou balanço contábil é um dos documentos contábeis mais importantes de uma empresa. Ele é um relatório financeiro que apresenta todas as movimentações realizadas dentro da empresa, em um período específico de tempo.

Ao contrário de outros demonstrativos, o balanço contábil leva em consideração todo o patrimônio da empresa.

Isso significa que no momento de elaborar o balanço patrimonial do seu negócio, será necessário incluir toda a situação do patrimônio. Ou seja, todos os seus bens, direitos e obrigações perante à lei.

O balanço lida diretamente com os seguintes pontos:

  • exercício: corresponde ao período de um ano, mas tem a data de início e término fixada no estatuto, contrato social ou outra norma interna da empresa;
    passivo: conjunto de obrigações;
    passivo circulante: obrigações que devem ser pagas até o próximo exercício;
    passivo não circulante: obrigações de longo prazo, em período superior a um exercício;
    ativo: conjunto de bens e direitos;
    ativo circulante: valores que estão ou podem ser convertidos em dinheiro até o próximo exercício (curto prazo);
    ativo não circulante: valores que não são conversíveis no curto prazo, bem como os que a organização não pretende converter;
    patrimônio líquido: o aporte inicial dos investidores da empresa e todo o lucro reinvestido no negócio.

A partir desses itens, o balanço patrimonial pode ser complementado com outras informações relevantes para a empresa, como saldo de contas, fontes de receitas etc.

Para que serve um Balanço Patrimonial

Como comentamos logo no início, o balanço patrimonial apresenta todos os registros contábeis de uma empresa, em um determinado período de tempo.

Isso é importante para que o empreendedor possa utilizar as informações do balanço na gestão da empresa. O documento organiza e classifica as informações em blocos para o empresário. Com isso se espera aproximar as informações contábeis para os gestores da empresa.

Com o balanço patrimonial é possível:

  • Ter a posição patrimonial da empresa e conhecer todos os bens, direitos e passivos em determinado período;
    Conhecer as fontes de recursos para os investimentos da empresa;
    Permitir e dar lastro ao pagamento de dividendos aos sócios;
    Permitir o planejamento tributário;
    Fornecer informações relevantes para as partes interessadas

Além disso, o balanço patrimonial fornece o valor contábil dos bens registrados no imobilizado (exemplo: carros, terrenos e máquinas). Ele também mostra a desvalorização desses ativos ao longo do tempo e o seu saldo residual.

Com o balanço, é possível analisar o valor de fornecedores em aberto, além de acompanhar saldos a pagar de empréstimos e financiamentos diversos.

É importante que o balanço seja realizado por um contador, pois em uma análise mais avançada das informações, é possível verificar a evolução das finanças e do patrimônio da da empresa, comparando o período atual com os anos anteriores.

Já desenvolvemos bastante coisa até aqui, mas você sabe o que é patrimônio? No próximo tópico vamos falar sobre esse conceito, para que você entenda ainda melhor a definição e a importância do balanço patrimonial.

Qual o conceito de patrimônio?

Qualquer pessoa, seja física ou jurídica, pode ter um patrimônio. Porém, para esse artigo iremos focar no conceito de patrimônio relativo às empresas.

O patrimônio líquido, que também conhecido como PL, é o conjunto de bens, direitos e obrigações que uma empresa possui.

Quando analisamos o PL a partir de uma perspectiva contábil, será patrimônio apenas o que pode ser convertido em um valor monetário.

Os bens e direitos são tidos como a parte do patrimônio chamada de ativo. Enquanto os direitos ou obrigações constituem a parte chamada de passivo.

Bens

Por bens, entendemos que é tudo aquilo que possui um valor que pode ser, facilmente, convertido em dinheiro.

De modo geral, os bens são itens materiais que são úteis para as empresas e também auxiliam na realização de seu objetivo principal.Também é possível estabelecer uma divisão específica entre tipos de bens separadamente.

Os bens podem ser divididos da seguinte maneira:

  • Bens móveis: são os que podem, no sentido físico, ser removidos da empresa - como utensílios, máquinas, estoque e veículos;
  • Bens imóveis: são os que não podem ser retirados da empresa. Aqueles que representam a empresa em si, sua construção, edifício, terrenos em nome da empresa, entre outros;
  • Bens tangíveis: são os que possuem uma forma física e são concretos, como móveis e veículos que a empresa possui;
  • Bens intangíveis: eles não são representados fisicamente. Como o nome da empresa, a imagem que a marca possui frente ao seu público, o domínio da internet, patente de invenção, softwares, que a sua empresa utilize e entre outros.

Direitos de um patrimônio

Como comentamos na definição de patrimônio, os direitos fazem parte do ativo da empresa.

Tudo o que pode ser mensurado e que representa os itens incorpóreos é definido como direito da empresa.

Fique atento! A realização de um direito pode fazer com o que ele se torne, ou não, um bem no contexto do patrimônio da empresa.

Por exemplo, tem-se as contas a receber, aplicação em recursos financeiros, como investimentos e os seguros a realizar.

Deveres de um patrimônio

Os deveres, ou obrigações, são as situações que devem ser realizadas pela empresa. Por exemplo, as contas a pagar, a folha de pagamento da empresa e, principalmente, as obrigações tributárias.

O que acontece se a empresa não tiver balanço patrimonial?

Não poderá utilizar a informação para defesa de processos tributários.

O balanço constitui importante prova em processos de discussão de causas tributárias. Sem ele sua defesa ficará frágil já que você não está em compliance com a legislação.

Não poderá distribuir lucro isentos acima da presunção.

A legislação do imposto de renda determina que sem demonstrações contábeis que apresentem o lucro, os rendimentos isentos se limitam a presunção que é de 8% do faturamento para empresas comerciais/industriais e de 32% para empresas de serviços.

Não será possível analisar o desempenho da empresa considerando a competência.

Não possibilitará o requerimento de recuperação judicial da empresa, já que ele é imprescindível conforme a Lei 11.101/2005.

Terá complicações ao levantar haveres dos sócios em uma possível saída da empresa.


***

Seja para o empresário ou gestor de uma empresa é fundamental ter conhecimento básico sobre todos os setores. O setor contábil tem muitos detalhes importantes, que necessitam de acompanhamento.

O controle do balanço patrimonial é um deles. Caso ainda tenha dúvidas sobre o assunto, entre em contato conosco. Será um prazer atendê-lo!