O que é Sociedade Limitada Unipessoal? Entenda essa nova modalidade!

Quem está no mercado sabe que empreender não é tarefa fácil. Além dos desafios naturais de cada negócio, ainda existem diversos fatores, principalmente contábeis, que trabalham a abertura e desenvolvimento das organizações.

No Brasil, por exemplo, é boa a porcentagem de pessoas começando a empreender. De acordo com levantamento anual do Global Entrepreneurship Monitor 2020 (GEM), Sebrae e IBQP, o Brasil atingiu o maior número de empreendedores iniciais ou donos de negócios em 2020, sendo 25% da população adulta.

Porém, engana-se quem acredita que esse dado é fruto da boa gestão empresarial fomentada pelo Governo e seus órgãos reguladores. O estudo indica que a quantidade de empresas abertas aumenta na medida em que o nível da dificuldade econômica vigente também cresce.

Além disso, as grandes taxações e cargas tributárias, somadas à lentidão burocrática, são fatores comuns tanto de falência quanto de impedimentos para a abertura de empresas por todo o país. No entanto, esse contexto avança dia após dia.

Novas modalidades estão surgindo, acompanhadas de uma maior consciência por parte das instituições. A Sociedade Limitada Unipessoal, regulamentada em junho de 2020, por exemplo, é um novo formato jurídico que atua junto às Juntas Comerciais.

Neste artigo, falaremos sobre o que essa nova perspectiva influi sobre os negócios, a diferença entre as modalidades existentes hoje, bem como o que isso representa em um contexto geral. Afinal, empreender é importante. Aprender sobre empreender se faz mais essencial ainda! Então acompanhe o texto e boa leitura.

Abri uma empresa, e agora?

A partir do momento em que você decide abrir uma empresa, algumas decisões precisam ser tomadas. Existem decisões de todo o tipo de natureza: questões de contratação, de regulamentação, de documentação, porém uma das mais importantes está em definir a modalidade em que a sua empresa estará atuando.

Ela não terá sócios? Quando você opta pelo caminho de um formato legal de Pessoa Jurídica, uma série de possibilidades se abrem, existindo algumas possibilidades de colocação. EIRELI, Empresário Individual, MEI e a Sociedade Limitada Unipessoal são exemplos de algumas delas.

Cada uma representa uma particularidade, com seus pontos de vantagem e de melhoria. Porém, para escolher uma delas, vai de acordo com sua realidade pessoal e objetivo de negócio.


O que é a Sociedade Limitada Unipessoal?

Como dito anteriormente, a sociedade limitada unipessoal é uma nova modalidade jurídica que atua ligada às juntas comerciais. Por ser uma novidade criada em 2019, surge o objetivo de modernizar o processo empresarial radicalmente.

Apesar de ter suas relações e semelhanças com outros modelos mais antigos, possui suas particularidades, com muitas vantagens para quem está começando. Isso faz com que novas empresas surjam, porém, mais do que isso, empreendedores do país inteiro têm mais oportunidade de começar o seu negócio sem muitas burocracias e, claro, com pouco investimento.

Isso porque a SLU - como também é denominada - não necessita de altos valores de investimento, facilitando e muito a vida e os negócios de muita gente. Seguindo a mesma direção, essa nova modalidade ainda garante segurança ao patrimônio pessoal do empresário, por se tratar de uma sociedade limitada.

Confira agora uma lista que separamos com algumas das principais vantagens dessa modalidade que vem desburocratizando o sistema jurídico brasileiro:

  • 1. Por ser uma empresa limitada, o patrimônio de seu único sócio é preservado.
    2. Não necessita de altos valores de capital inicial
    3. Uma maior diversidade de profissionais regulamentadas podem ser exercidas na SLU

Qual a diferença entre Sociedade Limitada Unipessoal e as demais modalidades?

A Sociedade Limitada Unipessoal é apenas uma dentre as opções que podem existir dentro da Pessoa Jurídica com um sócio.

A EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada), por exemplo, se diferencia da SLU principalmente quando pede aos empresários que invistam 100x o valor do salário mínimo para começar. Porém, ainda resguarda os bens do sócio, usufruindo de um capital social.

Quanto ao MEI, Microempreendedor Individual, não pode ter um faturamento superior a 81 mil reais ao ano. Além disso, existem certas profissões regulamentadas que não podem atuar enquanto MEI, como é o caso dos médicos e advogados.

O Empresário Indivual (EI) já tem mais vantagens, pois ao contrário do EIRELI, você não precisa de tanto investimento para começar a empreender. No entanto, não é possível resguardar os seus bens nem ter um capital social, a conta quem paga é a pessoa física.

A Sociedade Limitada Unipessoal consegue unir o melhor de todos os mundos, oferecendo segurança financeira à pessoa, além de possuir um baixo valor de investimento para uma diversidade maior de profissionais.

Como abrir uma Sociedade Limitada Unipessoal?

O processo de abertura de uma sociedade limitada unipessoal não é diferente das outras. É preciso apenas se atentar para seguir os passos certos. Antes de tudo, é importante definir a principal atividade a ser exercida pela empresa, além de determinar a alíquota de incidência dos impostos e escolher o regime tributário que melhor se adequa ao negócio.


Após definir essas ações, se faz necessário realizar o registro da empresa na Junta Comercial, assim como qualquer outra modalidade escolhida. Para que sua empresa comece a funcionar, o próximo passo consiste em retirar o CNPJ e retirar na receita federal e o alvará de funcionamento na prefeitura.

--

De fato, a Sociedade Limitada Unipessoal foi uma ferramenta de simplificação do empreendedorismo. Por conta dela, mais pessoas, famílias e negócios serão impactados fazendo com que a economia se movimente e o comércio se aqueça.

Apesar de difícil, a vida do empresário também tem bons momentos. Qualquer dúvida sobre processos contábeis ou sobre outros modelos jurídicos, entre em contato consigo e nos siga nas redes sociais! Será um prazer ajudar.

Até a próxima leitura!