Como calcular o valor de uma empresa?

Uma das maiores preocupações e curiosidades dos empresários é saber o quanto sua empresa está valendo atualmente no mercado e suas projeções para o futuro.

De fato, essas informações são bastante curiosas, porém, mais do que isso, são dados muito importantes quando falamos sobre sustentabilidade financeira e sucesso nos negócios.

Afinal, como você saberá se os investidores estarão investindo o valor correto na empresa? Ou até mesmo, como saberá o quanto sua empresa vale para tomar as melhores decisões a partir disso?

Partindo desse ponto, o conceito de Valuation - que vem de value - valor, em inglês, chega para dar norte às negociações e uma maior tranquilidade aos empresários. Através dele, apresenta-se uma projeção de quanto sua empresa vale para o mercado ou qual o preço mais provável de venda em um determinado período.

O valuation se torna ainda mais relevante no cenário de crescimento empresarial. De acordo com matéria do Diário do Comércio, houve um aumento de 12,8% no número de sociedades ilimitadas em 2020 com relação ao ano interior. Empresas individuais também cresceram 4,3%.

Neste artigo, explicaremos melhor o que é o Valuation, quais são suas vantagens e principalmente como fazer para calcular o valor da sua empresa. Ficou curioso para saber mais sobre? Então acompanhe tudo e continue lendo!

O que é o Valuation?

A avaliação de uma empresa, como também pode ser chamado, é um processo interessante para marcas, pois indaga: "será que as pessoas enxergam o mesmo valor que eu enxergo?”. Além disso, mostra o valor aproximado real da sua empresa, evitando que você faça negócios não muito proveitosos.

Esses negócios não proveitosos estão, principalmente, na hora de comprar ou vender uma empresa. Por exemplo, atribuir um valor alto para sua organização pode ser algo prejudicial, afastando possíveis investidores. Porém, colocando um valor abaixo do que vale, além de minimizar o lucro do que pode ser ganho, também mostra desvalorização perante o mercado.

Então como fazer para acertar o meio termo desta grande balança? A resposta é clara: saiba o valor da sua empresa!

E, para saber o quanto sua empresa realmente vale, é importante que se faça uma avaliação. Atuando justamente nesse processo, o valuation faz os cálculos necessários para entender qual o valor da sua empresa no mercado hoje, bem como no cenário futuro.


Quais são as vantagens do Valuation?

Você pode estar se perguntando quais são os benefícios de se fazer esse serviço. O primeiro ponto importante é entender que não é uma métrica de vaidade. Não deve ser um valor encontrado por ego. Acima de tudo, é questão de investimento, rentabilidade, aproveitamento e economia.

Sabendo o preço do negócio, por exemplo, torna-se mais fácil para que investidores investiguem o valor de uma determinada organização no mercado de ações, podendo comprar empresas de acordo com sua valuation, ou seja, o seu valor.

Mas além disso, quais são as outras vantagens? Pensando nisso, separamos alguns outros benefícios sobre o valuation para a sua empresa. Confira:

  • Dá mais assertividade às decisões financeiras de investimentos e financiamento;
    Entrega mais clareza na realização de aquisições, vendas, cisões e fusões;
    Melhora a abertura de capital e investimentos em ações;
    Projeta cenários mais concretos, auxiliando na gestão;
    Dá uma visão realista do cenário da empresa.

O que é importante ter antes de calcular o valor da empresa

Antes de realizar um processo de valuation, existem algumas ações que devem ser tomadas para que o processo flua da melhor forma. A primeira delas é entender que todo o processo consiste em avaliar dados da própria empresa.

Portanto, é preciso ter em mãos - ou em máquinas - a maior quantidade de dados, informações, números, gráficos, etc, para que o processo se torne o mais completo e assertivo possível. Pois, como vamos ver nas próximas seções, os cálculos vão necessitar deles.

Tente evitar ao máximo a desorganização financeira e a má gestão de contas, pois isso a longo prazo se torna um grande empecilho para esse tipo de serviço. Algumas empresas, inclusive, acabam tendo cálculos errados ou perdem muito tempo durante o processo de organização.


Como calcular o valor da empresa?

Depois de entender mais um pouco sobre as vantagens e aplicações do Valuation, chegou a hora de explicar como acontece o processo, né?

Portanto, existem três formas de calcular o valor da empresa: por renda (fluxo de caixa descontado), pelo mercado (múltiplos ou cotação) e por valor patrimonial. Cada uma delas consegue chegar ao valor projetado da empresa, porém, se utilizam de meios diferentes para alcançar esse objetivo.

Chegou a hora, então, de falarmos um pouco sobre como funciona esse trabalho em cada uma delas:

Fluxo de Caixa Descontado - Renda

Sendo a forma mais conhecida e melhor avaliada para designar o valor de uma empresa, o processo de renda por fluxo de caixa descontado também pode ser uma das mais complexas. Ao mesmo tempo que é bem estruturada, pode ser um meio um pouco difícil para instituições desorganizadas financeiramente, como falamos aqui.

Afinal, para que seja feita uma análise para uma projeção coerente, a empresa precisa ter as suas contas, despesas, receitas e investimentos registradas corretamente no fluxo de caixa. Dessa forma, todos os cálculos podem ser feitos sem que tenha lacunas a preencher.

“Mas o que é o fluxo de caixa?”

O fluxo de caixa de uma empresa representa o controle de todas as receitas da empresa, sejam elas entradas, saídas, gastos com pessoal, energia, tudo. Ele é essencial para o controle financeiro e deve registrar de forma detalhada os ganhos e gastos, de forma disciplinada.

Caso sua organização não tenha um fluxo de caixa estruturado para começar o processo de valuation, é recomendado que entre em contato com algum especialista ou empresa.

Dessa forma, será possível começar aplicar os conceitos do valuation a partir do fluxo de caixa descontado, que consiste em avaliar a empresa a partir do que ela pode entregar aos sócios no futuro. Ou seja, para ter valor, ela precisa ter rentabilidade para os seus colaboradores.

Para calcular esse valor, basta seguir os seguintes passos:

  • 1. Calcule o fluxo de caixa dos últimos anos;
    2. Analise o fluxo de caixa e faça uma projeção a partir disso;
    3. Calcule uma taxa de desconto (WACC)
    4. Calcule o valor presente do fluxo de caixa projetado - Valor Presente Líquido (VPL)


Valor Patrimonial

Outra maneira válida para descobrir o valor do seu negócio é utilizando do valor que sua empresa tem de patrimônios. Afinal, não é porque sua empresa pode não ter lucro nem um fluxo de caixa positivo que significa que não tem valor, certo? No entanto, para encontrar esse número, teremos que partir de outro método senão o fluxo de caixa.
Diferentemente dele, o balanço de valor patrimonial é indicado para aquelas empresas que nem sempre estão em seu melhor momento, mas que mesmo assim ainda têm muito a oferecer. Além de instituições que possuem capital elevado, como maquinário de alto valor.

Através do cálculo do valor patrimonial, será preciso calcular o valor dos seus ativos tangíveis e intangíveis. Os tangíveis são aquilo que você pode tocar, que é real, como imóveis, móveis, máquinas, equipamentos, pertences, etc, bem como tudo que pode ser transformado de alguma forma em renda, como as contas a receber.

A conta do valor patrimonial será gerada a partir da diminuição dos valores ativos com os passivos. Portanto, é preciso também calcular as suas contas passivas, ou seja, dívidas, passivos trabalhistas e tributários, por exemplo.

Agora, é hora de fazer uma conta matemática simples. Você irá diminuir o valor dos ativos pelos passivos. Será algo em torno disso:


Valor dos ativos - Valor dos passivos = Valor Patrimonial

Múltiplos de Mercado

As formas de calcular o valor da empresa através do fluxo de caixa e do valor patrimonial não pareceram muito atrativas? Não se preocupe porque ainda temos mais uma forma de fazer um valuation: por meio dos múltiplos!

Essa maneira nada é a mais simples e prática de todo o contexto pois ela se torna um processo muito mais externo que interno. São ideias para empresas que não tem muita clareza e maturidade organizacional, e que precisam desse cálculo para iniciar um processo de compra ou venda.

Nesse processo, se compara pontos entre empresas do mesmo setor, do mesmo segmento, pois acredita-se que empresas que possuem negócios parecidos também têm valores semelhantes.

Pela falta de profundidade que o método aborda em cada empresa, é possível dizer que essa metodologia é uma das que menos consegue passar com exatidão o valor de uma marca, embora seja um processo válido.

Nele, é preciso, primeiramente, definir quais os indicadores chave serão comparados entre as empresas, isso dá mais segurança e assertividade ao trabalho realizado. Alguns desses indicadores são:

  • 1. Lucratividade
    2. Faturamento
    3. Valor patrimonial
    4. Receita

É importante entender que os múltiplos não são fixos. Eles podem ter certa variação de acordo com o contexto do mercado, o segmento e a localização, por exemplo.


Conclusão

De fato, calcular o valor de uma empresa pode não parecer um trabalho fácil. Mas se torna totalmente viável quando existem pessoas e empresas que podem ajudar durante toda a jornada. Além disso, são muitas opções que você tem para começar esse processo!

Caso queira saber mais sobre assuntos contábeis e financeiros, basta continuar em nosso blog ou entrar em contato! Será um prazer conhecer sua realidade e poder ajudar no que for preciso.

Até a próxima leitura!