A importância da contabilidade como direcionador dos empresários

Talvez falar sobre a importância da contabilidade como direcionador dos empresários não pareça uma novidade. Porém, infelizmente, ainda existem diversos gestores e empresários que atribuem à contabilidade aspectos apenas burocráticos.

Além desse pensamento ser um engano, ele também desperdiça oportunidades de crescimento para o negócio. É válido dizer desde o início que os contadores e as empresas contábeis deixaram de ser meros "fazedores de contas", hoje a contabilidade exerce um papel estratégico fundamental.

Isso acontece muito em virtude da tecnologia, que proporciona facilidades e análises que antes não eram possíveis.

Um dado que valida essa afirmação foi apresentado no estudo realizado pela Deloitte. Nele foi apurado que 78% das pequenas e médias empresas, que mais cresceram em 2019, investiram em novas tecnologias de gestão.

Isso significa apostar em soluções como softwares contábeis, cloud computing, Big Data, entre outras de viés tecnológico aplicáveis à contabilidade.

Mas não apenas o suporte tecnológico precisa ser levado em consideração. É necessário um casamento perfeito entre profissionais experientes e tecnologias adequadas.

Neste artigo vamos mostrar a importância da contabilidade como direcionador para os empresários. Boa leitura!

Como a contabilidade acontece em uma empresa?

Dentro de uma empresa existem algumas rotinas necessárias que são inerentes ao setor contábil, seja ele interno ou terceirizado.

Essas rotinas abrangem às obrigações acessórias, o planejamento financeiro e o planejamento estratégico. O contador também é responsável pelo departamento fiscal e contábil, que envolve a transmissão de obrigações. Elas, por sua vez, dependem de informações contábeis corretas coletadas em notas fiscais, relatórios financeiros e extratos bancários.

Pensando além dessas atividades mais burocráticas e mecânicas, o profissional contábil também tem a rotina de gerar relatórios ou demonstrativos gerenciais para a tomada de decisão dos gestores.

Em todos esses pontos citados soluções tecnológicas são aplicadas e muitas vezes essenciais. Confira algumas das rotinas contábeis dentro de uma empresa.
Principais rotinas da contabilidade

Organização do controle financeiro

Seja para empresas de pequeno porte ou grandes organizações, o controle financeiro é um aspecto bastante sensível. De modo geral, em negócios menores costuma ser uma das maiores dores.

Vemos acontecer com frequência a confusão entre as finanças pessoais e da empresa, inadimplência de clientes que podem comprometer o capital de giro, ou até mesmo uma desorganização financeira generalizada. Não precisamos nem destacar que todas essas situações podem comprometer a saúde financeira da empresa.

Esses pontos citados acima fazem parte das rotinas que o contador assume. Desta forma, o profissional tem uma atuação estratégica, porque pode deixar a empresa em condições de operar com sustentabilidade.

Com o controle financeiro organizado pelo contador, as empresas possuem mais condições de contratar empréstimos e financiamentos quando necessário. Organizando não só o controle financeiro, mas possibilitando uma contabilidade bem organizada e estruturada, com os relatórios contábeis em dia e com informações corretas.

Controle de fluxo de caixa

O auxílio no controle de fluxo de caixa é outra rotina de contabilidade relacionada à organização financeira. No início da gestão financeira, o empresário que se depara com um relatório de fluxo de caixa, tem grandes chances de não entender esse documento. Muitas vezes isso acontece por falta de compreensão sobre as informações.

Neste momento o contador entra em ação! Cabe ao profissional traduzir as informações e dar dicas sobre o controle de fluxo de caixa. Por exemplo, ele também irá segmentar as despesas em ordinárias e extraordinárias.

Planejamento tributário

Outro papel do profissional contábil em uma empresa é desenvolver o planejamento tributário. Por meio desse plano, é possível encontrar uma forma legal de pagar menos impostos. Isso acontece a partir da opção pelo regime tributário mais indicado para empresa.

Por exemplo, apesar de o senso comum acreditar que o Simples Nacional é a melhor opção até que se atinja o limite, nem sempre isso ocorre. Por isso, é importante contar com um profissional para realizar uma análise detalhada da empresa e escolher o melhor enquadramento.

É comum que o faturamento mude conforme o tempo, por isso também é importante ter o auxílio do contador na rotina empresarial para avaliar periodicamente o planejamento tributário.

Planejamento estratégico

No término de cada ciclo, o empresário faz uma análise geral de seu negócio, indo muito além do balanço financeiro. Nesse momento, algumas questões costumam ser pautadas!

Quais OKRs foram atingidas? Como ficou o balanço patrimonial? Será necessário mudar o enquadramento tributário? Essas e outras perguntas passam pela gestão financeira e, consequentemente, também são responsabilidade do setor contábil.

Neste cenário de análise e realinhamento, é comum que o planejamento estratégico seja revisto para que a empresa acerte os caminhos que deve seguir. E, mais uma vez, ninguém melhor do que o contador para analisar todas as informações contábeis e financeiras, auxiliando o gestor a fixar metas e objetivos possíveis, bem como a corrigir erros cometidos.

Tudo precisa ser considerado na hora de fazer o planejamento, e com o auxílio do contador, o empresário consegue elaborar algo condizente com a realidade financeira e contábil da empresa.

Contabilidade como direcionador dos empresários

Neste ponto, é válido falarmos sobre a contabilidade consultiva!

A contabilidade consultiva é um conceito criado pelo Professor César Abicalaffe. Ela é uma ferramenta de tomada de decisão e acontece quando o contador tem como foco o relacionamento com a empresa e utiliza a contabilidade para diagnosticar e cuidar da saúde financeira.

Em outras palavras, a contabilidade consultiva é o modo que o contador tem para mudar a realidade estratégica, e muitas vezes operacional, de uma empresa. Desta forma, é possível, mais uma vez, validarmos a importância da contabilidade para os resultados de uma empresa. Com a contabilidade consultiva, o contador consegue a partir de dados e aspectos técnicos oferecer inteligência para as decisões de um negócio.

Por exemplo, o contador encarar o balancete como exigência formal e como fonte de informações valiosas. A análise e a interpretação de dados contábeis podem oferecer uma verdadeira transformação para um negócio.

O contador pode identificar insolvência financeira, riscos de falência e outros problemas que podem prejudicar o empresário. Com essas informações, é possível agir preventivamente.

Ou seja, a contabilidade pode oferecer para uma empresa soluções estratégicas!

***
Agradecemos por ter lido até aqui! Certamente agora você já não tem mais dúvidas de como a contabilidade pode ajudar uma empresa a crescer.

Aqui na Patrio você encontra a união dos pilares que citamos: profissionais experientes, tecnologia e inteligência! Se quiser conhecer mais sobre como sua empresa pode crescer com uma gestão contábil inteligente, entre em contato conosco.

Até a próxima!